Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://dspace.uniube.br:8080/jspui/handle/123456789/1247
Título: INFLUÊNCIA DO LASER Er,Cr:YSGG, ASSOCIADO OU NÃO AO VERNIZ FLUORETADO 5%, NA RUGOSIDADE SUPERFICIAL E NA PERDA DE VOLUME DA DENTINA RADICULAR BOVINA SUBMETIDA A DESAFIOS EROSIVOS E/OU ABRASIVOS
Autor(es): PAIVA, GABRIELLA RODOVALHO
Lepri, Cesar Penazzo
Palavras-chave: Erosão dentária
Verniz fluoretado
Abrasão dentária
Prevenção
Laser YSGG
Data do documento: 13-fev-2020
Resumo: O objetivo desse estudo in vitro foi avaliar a influência do laser Er,Cr:YSGG, associado ou não ao verniz fluoretado 5%, na rugosidade superficial e na perda de volume da dentina radicular bovina submetida a desgastes erosivos e/ou abrasivos por meio da microscopia confocal de varredura a laser. Foram confeccionados 120 espécimes e divididos de acordo com os tratamentos preventivos, sendo: G1= sem tratamento preventivo (STP), G2= verniz fluoretado 5% (VF); G3=irradiação com laser Er,Cr:YSGG (L) - 0,5W, 5,0Hz, 6,25J/cm2, 55% de ar, sem refrigeração, a uma distância de 1,0mm, durante 10 segundos de irradiação no modo varredura e G4= verniz fluoretado 5% associado ao laser Er,Cr:YSGG (VF+L). Os espécimes foram subdivididos em 03 subgrupos (n=10), de acordo com o tipo de desgaste, sendo: 1- erosão (E); 2- abrasão (A); 3- erosão seguida de abrasão (E+A). A solução erosiva utilizada foi um refrigerante à base de cola (pH=2,42 à 4ºC), com duração de 5 minutos cada ciclo erosivo. Estes desafios foram realizados duas vezes ao dia, com intervalos de 2 horas entre eles, durante 10 dias. O desgaste abrasivo, quando realizado, foi através de ensaios de escovação, 1 hora após a realização do segundo desafio erosivo diário. Os espécimes foram escovados com escova elétrica (1600 oscilações/s), carga de 2,0N, juntamente com solução slurry, preparada com dentífricio e água deionizada na proporção de 1:2 em peso, durante 60 segundos. Entre os ciclos, os espécimes foram mantidos em saliva artificial a 37ºC. Os dados obtidos foram analisados quanto à distribuição (Kolmogorov-Smirnov) e homogeneidade (Levene) e posteriormente submetidos à Análise de Variância (ANOVA) a um critério e pós-teste de Tukey para as comparações múltiplas de rugosidade superficial. Para a perda de volume, os dados foram submetidos ao teste de Kruskal-Wallis seguido do pós-teste de Dunn. Todos os testes estatísticos adotaram nível de significância de 5% (α=0,05). Para a área controle, todos os subgrupos apresentaram menores valores de rugosidade superficial, sem diferenças significantes entre eles (p>0,05). Na área experimental, o valor de rugosidade superficial do subgrupo controle negativo [(STP) + (E+A)] foi o mais elevado (5,712μm2 ±0,163μm2) com diferença significante quando comparado aos demais subgrupos (p<0,05). L e (VF + L) apresentaram semelhança estatística para a rugosidade superficial independentemente do tipo de desgaste (p>0,05). Quanto a perda de volume, (VF+L) apresentou os menores valores, independentemente dos desgastes realizados, sendo: [(VF + L) + (E)] = 7,5%, [(VF+L) + (A)] = 7,3% e [(VF+L) + (E + A)] = 8,1% (p>0,05). O subgrupo [(STP) + (E+A)] apresentou o maior valor de perda de volume (52,3%), com diferença dos demais subgrupos (p<0,05). Conclui-se que os tratamentos propostos foram eficazes na prevenção e no controle do aumento da rugosidade superficial. Para a perda de volume, a irradiação laser apresentou resultados satisfatórios, notadamente quando associada à aplicação prévia de verniz fluoretado.
URI: http://dspace.uniube.br:8080/jspui/handle/123456789/1247
Aparece nas coleções:2020

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Gabriella Rodovalho Paiva.pdf1,21 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.